17 março 2007

Polícia Federal investigará Exame da OAB-DF

A Policia Federal investiga pelo menos sete pessoas supostamente envolvidas em uma fraude no último exame da OAB do Distrito Federal, informa o Correio Braziliense.
Segundo a entidade, seis candidatos entregaram as provas em branco, mas o documento teria sido preenchido pela examinadora da banca. A fraude foi descoberta pela própria OAB, que contratou um perito para comprovar o crime.
“A letra no cartão de identificação do candidato não correspondia com a grafia de uma das questões da prova discursiva”, explicou o vice-presidente da entidade, Paulo Thompson Flores. A PF irá investigar se a letra encontrada na prova é da examinadora.
O vice-presidente conta que a investigada era professora de Direito do UniCeub. Ela foi demitida no fim de fevereiro pelo suposto envolvimento no esquema. Thompson, que também é diretor do curso de Direito do centro universitário, disse que a ex-funcionária responde a inquérito administrativo por suspeita de plagiar um trabalho quando fazia o curso de mestrado. A professora ainda leciona no Centro Universitário UniEuro.
Na OAB-DF, ela era responsável pela correção de provas subjetivas na área de Direito Penal. Como o acesso ao material dos candidatos da área era somente de sua responsabilidade, a suspeita recaiu sobre ela.
Thompson contou que a OAB ainda chegou a analisar outras provas de Direito Penal e encontrou indícios de fraude em pelo menos cinco.
Fonte: Consultor Jurídico

Um comentário:

marcelo disse...

um absurdo este tipo de nota. Já se tenta cruxificar a professora antes mesmo de a PF se pronunciar. TEm algo de errado no reino podre da OAB.